CISAMESP reúne secretários de saúde e prefeitos para prestação de contas

De janeiro a maio, o consórcio abriu 36,4 mil vagas para atendimento em 17 especialidades médicas, criou mutirões de ultrassonografia e catarata e estabeleceu convênios para reduzir custos para municípios




Com austeridade, o Consórcio Intermunicipal de Saúde dos Municípios do Médio Sapucaí, o CISAMESP, continua a ampliar a oferta de serviços médicos, apesar da queda de sua maior fonte de arrecadação, o Fundo de Participação dos Municípios. Entre os novos serviços ofertados está o mutirão de ultrassonografia aos sábados, criado sem gerar custos adicionais para os 31 municípios que integram o consórcio. As informações fazem parte do relatório de gestão dos primeiros cinco meses de 2017, apresentado pela direção da instituição na última sexta-feira (09), em Pouso Alegre, para os prefeitos e secretários de Saúde dos municípios.


Entre os meses de janeiro e maio deste ano, o Consórcio abriu 34,6 mil vagas para consultas em 17 especialidades. Mutirões de ultrassonografia de consultas de oftalmologia e de cirurgia de catarata atenderam centenas de pacientes deforma regular. Os mutirões de catarata, feitos quinzenalmente, vieram para suprir a lacuna deixada pelos programas do governo federal para o setor, que não tem novas edições há pelo menos dois anos. Ambos os procedimentos foram implantados a fim de reduzir a grande demanda reprimida na região.


Na abertura dos trabalhos, o presidente da entidade, o prefeito Augusto Hart Ferreira, parabenizou a equipe do Cisamesp pelos resultados alcançados. “Sem o Consórcio, os municípios teriam muito pouco a oferecer à população. Temos que agradecer aos funcionários que tanto se dedicam ao CISAMESP, que fazem a diferença. Em um momento de crise como esse, vocês fazem milagre”, disse antes de puxar uma salva de palmas.


Os números do consórcio foram apresentados pelo secretário executivo da instituição, José Carlos de Oliveira. Ele avaliou que, apesar da escassez dos recursos, é preciso continuar a buscar a oferta de serviços de saúde na quantidade e qualidade necessárias. O caminho para tanto é a eficiência. Por isso, o secretário executivo anunciou a adoção de uma ferramenta que vai quantificar a demanda por especialidades médicas. Ela vai ajudar a definir com precisão quais serviços e em que quantidade eles devem ser ofertados pelo consórcio, a fim de concentrar recursos nos segmentos com maior demanda.


O mesmo princípio de eficiência vale para a taxa de ocupação dos SETs, o Serviço de Transporte de Saúde, executado pelos ônibus do CISAMESP. Quanto mais próximo de 100% for a taxa de ocupação dos veículos, menor o custo do transporte. Alguns municípios já atingem índices de 92%. José Carlos reforçou a importância de todos as cidades alcançarem bons números nesse quesito.


Obras


As obras de construção de um refeitório para receber os funcionários e pacientes do consórcio de saúde devem começar em breve. O projeto ajuda a humanizar ainda mais o acolhimento dos pacientes que, em muitos casos, chegam de manhã ao CISAMESP e deixam o consórcio à tarde. “Agradecemos mais uma vez aos prefeitos e secretários pela parceria. Se o Cisamesp é hoje um dos maiores consórcios do Estado em prestação de serviço de saúde é graças a esta parceria”, encerrou a apresentação o secretário Executivo.






Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square